Friday, December 08, 2006

A Inatingível Perfeição do Acto Criativo

“Por saber que sou tão insignificante para aquilo que é grande, tento ser significante para aquilo que é pequeno, mas que para mim é muito grande” (Hugo) Criar algo implica devoção, dedicação, podendo o acto criativo corresponder à manifestação de uma necessidade/compulsão ou a um momento de prazer; se consideramos que uma obra reflecte a imagem do seu autor, podemos assumir que este terá procurado a perfeição na sua expressão artística. Mas será a perfeição atingível? Poderá algo perfeito resultar de alguém, que inteligentemente arrisca ter a consciência de que o não é? Thanks Hugo :) Kisses e sejam criativos!

4 Comments:

At Saturday, December 09, 2006 , Anonymous Anonymous said...

qualquer comentário meu neste caso seria insignificante, mas visto que te acho importante para algo em mim aqui vai um... és linda ... hs.

 
At Saturday, December 09, 2006 , Anonymous Miss Poetry said...

"Anonymous Hs":
Todos os comentários são importantes para mim, já que traduzem diferentes formas de perceber a realidade. Gosto de fazer descobertas...
Thanks ;)
Beijinhos

 
At Sunday, December 10, 2006 , Blogger znlgvx3 said...

Sera que na nossa devocao, dedicacao estamos a procurar perfeicao? Eu acho que nao... procuramos satisfacao pelo prazer de conquistar, de lutar, de procurar, de trabalhar, pelo prazer de desejar e atingir... A vida em muito, nao e mais que um jogo de desejo, procura, descoberta... O que nos distingue muitas vezes e o espaco temporal desse ciclo: para uns e breve, para outros e uma vida... Acredito que a medida que envelhecemos, esse espaco temporal alonga-se, e fazemos tudo mais devagar, sentimos tudo com mais vagar, ou simplesmente somos mais pacientes... Sinto isso em mim... Sinto mais, nao sendo parte de envelhecer, mas sim de crescer...e e essa perspectiva que me da mais alento na vida... sempre a perspectiva de crescer, e que por ser tao pequeno, tao insignificante, o potencial e simplesmente imenso.

 
At Sunday, December 10, 2006 , Anonymous MissPoetry said...

Poet, Darling:
viver, sentir, sonhar, de uma forma ou de outra, ainda que tal implique virar o mundo ao contrário... crescer, para ser cada vez melhor.
A maturidade pode dar-nos a capacidade de sentir cada momento de uma forma mais ponderada :)
Jinhos

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home

online Free Web Counter
Free Counter