Friday, March 31, 2006

Momentos V

Optimismo ou Fuga à Realidade? Poderá a tendência para qualificar as situações de vida como globalmente positivas, aliada à percepção dos obstáculos como desafios, constituir uma fuga à realidade? Mas afinal, que realidade é esta a que se referem aqueles que a percebem como um fim em si mesma? Não será tão legítimo perceber o incidente, a doença, a perda, como algo que poderá ensinar-nos algo, como perceber tais infortúnios como o “início do fim”? É legítimo e permitido, mas somente uma das perspectivas leva o indivíduo à evolução. É evidente que as perdas significativas devem ser seguidas do respectivo sofrimento, porém deve esse sofrimento ser substituído pelo recomeço... A tomada de consciência do que nos envolve, de nós próprios, permite-nos reencontrar o equilíbrio e reconhecer nas adversidades a capacidade para lidar com elas. Uma atitude positiva, baseada na crença de que é possível estar bem e alcançar o que se deseja é sem dúvida um trampolim que é útil saber utilizar. Tal implica, necessariamente, ter consciência do que se é e daquilo que desejamos vir a ser...

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home

online Free Web Counter
Free Counter